Roteiro de 2 dias em Montevidéu

Eu estava esperando voltar do Chile para fazer este post, para dizer o que vou dizer com muita certeza: Montevidéu é/continua sendo/sempre será minha capital favorita da América do Sul. Muito agradável. Povo pacato sempre com cuia e garrafa térmica pra tomar o mate (que a gente conhece como chimarrão). O Uruguai ostenta indicadores sociais e econômicos de dar inveja para os vizinhos. Brincando costumo dizer que “é a América Latina que deu certo”. Ah… o passeio pelas rambla, a gastronomia, doce de leite e churrasco ao vivo são pedidas quase que obrigatórias.

Mas não espere grandes coisa de Montevidéu. Não vá com muita sede ao pote. É uma cidade pequena, com pouca coisa para se ver, a beleza dela está justamente na sua simplicidade, no charme da sua despretensão. Como a capital do Brasil não é mais o Rio de Janeiro, eu arriscaria dizer que Montevidéu é a capital mais bonita da América do Sul.

Orçamento

Vale ressaltar que Montevidéu não é barato, (nem de longe é como Buenos Aires) cada refeição que fiz lá era uma lágrima, mas a experiência gastronômica vale a pena, com exceção de um restaurante tradicionalíssimo, super hiper mega recomendado no Mercado del Puerto que não tive uma boa experiência, conto detalhes abaixo.

Não se deixe iludir com os número da cotação. Tem quem olha que se 1 real vale 8 pesos, conclui então que Uruguai é barato pra gente. Engano total. Do mesmo jeito que 1 real não compra nada aqui, 8 pesos não compra nada lá.

Apesar disso, como não fiz passeios, nem tours guiados, fiquei mais curtindo a vibração da cidade mesmo, foi uma viagem bem barata no geral. O que mais gastou mesmo foi alimentação (mesmo eu tendo pedido pizza de janta no primeiro dia e comido a pizza requentada no segundo)

Mas mesmo assim não gastou tanto porque descobri uma dica econômica: comer pagando no cartão é vantajoso. Eu explico! Nos restaurantes ao pagar com cartão de crédito emitido no exterior, você tem o desconto do IVA (Imposto sobre o Valor Agregado). São 18,5% ou seja, paga o IOF e ainda sobra. Como eu não sabia se isso acabaria de uma hora para outra, vai que né, sempre perguntava “Descuento iba?” (porque “v” tem som de “b”, acho haha). Aparentemente essa isenção vai até  30 de Outubro de 2017.

Hospedagem

Eu me hospedei em um apart hotel que um amigo meu me recomendou o 27 suítes. Tem uma cozinha toda equipada (que me permitiu fazer chimarrão depois de uns 3 vídeo-tutoriais), eu gostei de lá. A localização é excelente, os funcionários muito solícitos (me ajudaram a pedir e guardar as bicicletas que aluguei), só tem uma coisa que não gostei: a cama. A cama era muito mole. Tipo muito. E o travesseiro também. Sabe qual o problema disso? Eu não dormi uma noite sequer.

Durante os 3 dias no máximo tirava um cochilo. Se tem uma coisa que eu não gosto é cair numa cama e ela afundar. E aquela afundava muito. Parecia que tava me abraçando e eu detesto me sentir sufocada. Meu colchão é ortopédico. E o travesseiro também, gosto que mantenha minha cabeça firme e nele parecia q eu tava deitada num pudim. Toda hora acordava incomodada. Então foi uma viagem super cansativa. Se você não tiver problema com isso, recomendo muito o apart.

Ele fica entre Punta Carretas e Pocitos que são bons bairros em Montevideu, próximo a las playas e em frente tinha um mercadinho legal. Eu preferi ele ao Ibis porque não achei a localização do Ibis tão boa assim e o Ibis não tem equipamento de nada né, então o custo benefício do 27 suítes me pareceu melhor.

Vale ressaltar que a bicicleta que eu aluguei ficava guardada em um hotel parceiro bem pertinho, porque no 27 suítes não tinha espaço para isso, mas não tive problemas quanto a isso.

Roteiro

Sempre ouvi dizer que um fim de semana é o suficiente para conhecer Montevidéu. Eu concordo, mas me arrependo de não ter ido com mais tempo para poder conhecer cidades vizinhas como Colônia Del Sacramiento (que eu sei que ia amar, geralmente gosto de cidades coloniais) e Punta del Este (que ia ser legal, mas eu não ia ligar tanto, pq é mais praia, é o balneário uruguaio). Então a primeira dica é essa, antes de pensar em passar um final de semana lá, pense se não gostaria de ir com mais tempo para conhecer outras cidades.

Com disposição você mata o centro histórico de Montevidéu em metade de um dia. No resto do tempo, a boa é aproveitar a vibe de paz e tranquilidade da cidade, a culinária sensacional (que é baseada em churrasco como a Argentina), observar os uruguaios aproveitando o ar livre carregando religiosamente cuia e garrafa térmica para o mate e coisas do tipo. Enfim Montevidéu é incrível para observar a vida, passear sem destino, roteiro ou pressa.

Deixo pra vocês o mapa que eu criei para mim porque vai que é útil para vocês


Esse mapa eu hierarquizei da seguinte forma: Em vermelho estão as coisas que eu queria mesmo fazer e em rosa as coisas que talvez eu fizesse se chegando lá me desse vontade real

Centro Histórico

Eu comecei meu passeio nesse dia almoçando no Mercado del Puerto (próximo tópico) e de lá segui para Plaza Zabala que recebe o nome do fundador da cidade. EU achei sem graça e mal cuidada, nem tirei fotografia. Em frente a ela tem o Palacio Taranco (que eu não entrei) onde há o Museu de Artes Decorativas. Esse Palácio bem como a praça foram projetada sob influência da arquitetura francesa então se você nunca esteve na França, já vai ter ideia de como as praças francesas são sem graça (quem entende de arquitetura que perdoe minha ignorância haha)

De lá segui para a belíssima Catedral Metropolitana de Montevidéu e atravessando a rua cheguei na Plaza Constitución, onde tava rolando uma feirinha, com alguns vendedores ambulantes. Essa praça também conhecida como Plaza Matriz (por causa da igreja). Ela foi o centro dos acontecimento ‘políticos’ no recém nascido Uruguai independente. Seu nome é esse aparentemente porque a primeira Constituição foi jurada ali.

praca constituicao
Eu e a fonte na Praça Constituição

Continuei em direção a Plaza Independencia que é A PRAÇA de Montevidéu. Ali tem os Puerta de la Ciudadela, uma lembrança de tempos antigos quando a cidade era dividida. O imponente Palácio Salvo, cuja beleza contemplei somente pelo lado de fora. O Theatre Solis que apesar de não ter entrado, tem uma visita guiada muito recomendada.  Há também o mausoléu com os restos mortais de José Artiga, “o libertador” do Uruguai.

praca independencia
Na entrada do mausoléu junto a estátua de Artigas

palacio estevez
Palácio Estévez – antiga casa da presidência e hoje museu

palacio salvo
Na Praça Independência com o Palácio Salvo ao fundo

Mercado del Puerto

Eu não tive uma experiência muito boa no Mercado del Puerto, espero que você tenha mais sorte que eu. É tradicionalíssimo. Lá tem esses restaurantes de churrasco ao vivo (tem aquelas parrillas imensas onde seu almoço é feito na sua frente, basta você escolher o corte). Eu fui em um restaurante que todo brasileiro vai. Eu super contente pedi um bife de lomo al punto (filé mignon não faz parte da minha vida aqui no Brasil), mas veio com o boi gritando no prato de tão mal passado (e eu nem sabia como pedir para passar mais). Enfim, reprovado. Mas eu diria para as pessoas irem, foi má sorte, vocês serão mais felizes que eu provavelmente.

Fuente de Los Candados

Eu brinquei dizendo que na falta da Pont des Arts de Paris, essa aqui quebra o galho haha mas não quebra muito não. Ela é bem xoxinha, eu fiquei desapontada. Se você tiver batendo perna pelo centro como eu tava e passar por ela, beleza, mas se você tiver que se deslocar ou desviar do caminho só para ver, não vale a pena.

Quando eu fui não tinha ninguém nas proximidades vendendo cadeado e é algo bem pequeno no meio de um centro muito movimentado. Enfim, ele parece que estava ali esquecido ou por acaso. Para os românticos que gostam de um simbolismo, talvez queiram pendurar um cadeado, fora isso, pode cortar do roteiro.

Mirador Panorâmico

Ele também é conhecido como Mirador de la Intendência, oferece uma vista panorâmica da cidade (tem no vídeo). Fui lá no meu primeiro dia em Montevidéu, porém ele já estava fechado, tive que retornar no dia seguinte. Lá tem uns quadros informativos com curiosidades sobre alguns lugares de Montevidéu.

mirador de la intendencia

Parque Rodó

É um parque MUITO agradável para um passeio. Ele é bem grande, muito frequentado pelos uruguaios, lá eu andei de pedalinho (mostro um pouco no vídeo) e também quase morri tive a vida salva por duas crianças uruguaias (conto em detalhes no post sobre perrengue). Na praia em frente ao parque tive a oportunidade de ver um dos mais belos por do Sol que já vi na vida e também tive a oportunidade de vê-lo do alto (no parque de diversões que tinha montado lá). Não deixe de experimentar um churros de doce de leite.

por do sol montevideu
Por do Sol visto do Parque Rodó – Rambla Pte. Wilson – Playa Ramírez

Cassino

Eu não estava tão afim de ir ao Cassino, já que ele era bem afastado de todo o resto e eu acho que já tive experiências suficientes com cassinos, mas acabei indo. O Cassino que fui é dentro do hotel Sofitel Carrasco e foi bem legal. Encontrei uma máquina que tava bugada, sei lá, só pode, porque eu lucrei, saí de lá com mais grana do que quando entrei. Toda hora ganhava. Pra quem gosta ou pra quem nunca esteve em um cassino antes e tem curiosidade, vá nesse!

maquina cassino montevideu
E ainda dizem que é jogo de azar… mentirinha, é sim, essa máquina que só podia estar com defeito haha

Letreiro

Esse letreiro só não é mais disputado que o de Amsterdã. Como todo letreiro é bem difícil de tirar uma foto decente haha passei por ele no passeio de bicicleta pelas praias e parei para tirar uma fotografia. Vou contar meu segredinho para tirar boas fotos em letreiros disputados: tire do outro lado e espelhe a foto haha só não espalhem o segredo senão não vai adiantar muita coisa. Não raro a incidência da luz do Sol favorece mais a foto do lado contrário e o lado contrário também tende a estar mais vazio.


Na esquerda, foto com o letreiro do lado certo (o Sol atrás de mim sobrexpos todo o resto). Na direita a foto do lado contrário espelhada (repare que as pessoas na cena estão de costas), o Sol na minha frente proporcionando iluminação adequada

Ramblas

Ramblas são essas avenidas que tem ao longo de toda a costa litorânea do Uruguai. Montevidéu é banhada pelo Rio da Prata (se eu tivesse lembrado que a água provavelmente é doce teria dado um mergulho) e parecia limpa, vi pessoas tomarem banho. São incríveis para um passeio, seja a pé ou de bicicleta (fiz os dois). Os uruguaios usam para socializar, andar de bicicleta, caminhar, correr, etc

praia
Praia vista a partir da Rambla

Culinária

Para quem é super Magali como eu, há muitas coisinhas gostosas para se experimentar em Montevidéu. O churrasco, naturalmente, o doce de leite (sorvete de dulce de leche então.. hum… yummi yummi), comi empanadas muito gostosas também que eu pedi pela internet no PedidosYa (onde também pedi uma pizza muito boa as pizzas no Rio deixam muito a desejar, geralmente gosto muito de qualquer pizza que como fora). Também tem um sanduíche monstrinho chamado Chivito que talvez você queira provar. Outra coisa que comi lá e foi divino foi a provoleta: queijo provolone grelhado, nos restaurantes de lá via as pessoas pedindo coisas que pareciam pizzas, tinha queijo, lógico que eu ia gostar, pedi também! Pai amado, bom demais.

provolone tipo pizzaProvoleta: aprovado (perdoem a pouca resulução do meu celular)

Coisas que não fiz

Eu não visitei o Estádio Centenário porque não me interessei. Tenho o Maracanã na porta de casa, sem jogo, dificilmente visito estádio. O Museu do Carnaval decidi não visitar, eu tinha lido umas resenhas que dizia que era muito simples, que o custo x benefício não compensava e depois de almoçar no Mercado del Puerto me deu preguiça. Eu pensei na possibilidade de visitar uma vinícola, mas dado o tempo curto, fazer o deslocamento me pareceu inconveniente. No Jardim Botânico não fui porque estava bem fora de mão e eu não queria correr o risco da decepção. No bar fun fun onde rola um tango típico do Uruguai e outras coisinhas bem regionais eu deixei de ir não me lembro porque razão, talvez você queira ir #blogueiraEsquecida

Link para o mapa: me clique!

Vídeos sobre Montevidéu:

Coleção de vídeos com coisas que fiz em Montevidéu

Se virando no Aeroporto de Carrrasco de Madrugada

Veja também

Perrengues em Montevidéu A idéia da viagem a Montevidéu era passar um feriadão. Ir quinta a noite e voltar domingo. Decidi ir de noite para já amanhecer lá na sexta. Só assim ...