O que fazer em FOZ DO IGUAÇU

Nesse post vou comentar sobre o que fazer em Foz do Iguaçu. Vou falar sobre o que achei dos passeios eu fiz e o que eu não fiz e porque.

Bom gente pra começar, ressalto pra vocês que o verão de Foz do Iguaçu faz um calor dos infernos. Pior que o calor de verão do Rio de Janeiro. Indo pra lá no verão, prepare-se. Dizem que a sensação térmica de lá é pior por causa da umidade do ar. Não sei, mas que a sensação térmica é pior, é bem pior mesmo. Quase desidratei.

Cataratas do Iguaçu – Brasil

A vista brasileira é lindíssima. Eu não consegui fazer o Macuco Safari, que é esse passeio que você vai lá embaixo das quedas de barquinho e se molha todo, porque quando eu fui o parque tava quase fechando (fui no mesmo dia que cheguei na cidade), aí não tinha mais como ir e depois achei que não valia a pena voltar lá só para isso. Sem contar que achei bem caro para o que é, quase 200 reais. No próximo tópico disserto melhor sobre isso.
O parque em si eu acho pequeno e pouco interessante, mas a vista brasileira é sensacional. Sério. Não há câmera que consiga registrar essa beleza, pode fotografar a vontade, mas não chega nem perto da beleza real.

Cataratas del Iguazu – Argentina

Meu parque favorito! Imenso, meio rústico, cheio de trilhas (leves), cheio de vida! Particularmente acho a vista da Garganta do Diabo mais bonita e mais interessante se vista do lado brasileiro.
Nesse parque fiz o passeio que você vai de barquinho para as cataratas e se molha (Aventura Náutica), amei! Paguei muito mais barato do que pagaria se fizesse no lado brasileiro. E já li por aí em blogs que o passeio em si é melhor do lado argentino, ou seja, aparentemente o custo x benefício compensa muito. Mas é por sua conta e risco: nunca fiz o outro para comparar adequadamente.

.
Garganta do diabo: Brasil (à esquerda) e Argentina (à direita). A superioridade da vista brasileira é
gritante. E nem é pela Argentina estar cheia que a brasileira também tava.

Viu? Por isso acho que tem de ir nos 2 parques. Eles se completam: um é mais interessante, o outro oferece uma vista mais bonita da atração principal.

.
Trilhando e sendo feliz no parque argentino

Punta del Este – Paraguai

É um lugar muito louco. Eu costumo dizer que Punta del Este é pior que Alcântara (centro comercial em São Gonçalo). Pior que Uruguaiana (no Rio). É sujo, feio e cheio de gente. Mas se tiver afim de umas comprinhas, compensa bem. Os preços são bem em conta.

Free Shop – Argentina

É um shopping, é imenso, mas não se anime muito, não achei os preços convidativos. E achei que requer muita frescura para entrar. Não comprei absolutamente nada. Só fui a nível de passeio mesmo. Mas para quem gosta de ver as modas, é imperdível.

freeshop puerto iguazu

Templo Budista

Se você não entende nada com nada de budismo é como ir num museu ao ar livre de estátuas de Buda. É bonito e agradável, mas pode ser dispensado. Quando eu fui lá uma menina começou a puxar assunto comigo, dizendo coisas do tipo “Pena que não tem ninguém aqui pra explicar, isso aqui foi muito planejado, desde o posicionamento de cada coisinha, tá relacionado com as cataratas, com a energia, quem mantém isso aqui tem muito dinheiro”. Depois disso fiquei pensando que talvez fosse um passeio muito mais bem aproveitado se realmente tivesse um guia, um auto-guia ou mesmo um folheto.
Achei a localização bem fora de mão, ir de ônibus foi bem chato, conseguir voltar mais ainda. No fim das contas um moço que trabalha lá topou chamar um táxi pra mim.

.
Passeio agradável e bonito, porém se não fizer questão provavelmente não vai sentir falta

Museu de cera

Se você nunca foi a um museu de cera, vá nesse. Acho que um museu de cera é uma experiência para se fazer uma vez na vida. Eu completei o meu em Foz do Iguaçu e achei legalzinho. Se você já foi em algum, pode pular.


Me diverti mais com as maravilhas do mundo em miniatura que com as estátuas dos famosos mesmo haha

Ice Bar – Argentina

É como o museu de cera, é uma experiência para se fazer uma vez na vida. Se você nunca foi a um Ice Bar, vá nesse, é uma experiência interessante. Lá eles só dão o casaco grande, se você estiver com as pernas de fora ou sandálias…


Aguardando para entrar na sala congelada no estilo Orange is the new black

Itaipu Binacional

Pra mim que sou curiosa e me interesso, acho os passeios que tem lá bem legais. Gostei bastante. Eu fiz a Visita Panorâmica que é um tour guiado de ônibus (tem trechos dele no vídeo no final do post) e o Porto Kattamaram que é um passeio de barco. Gostaria de ter feito a Iluminação das Barragens, mas acabou não rolando. Acho que tem outros que eu gostaria de fazer também se fosse lá uma terceira vez. Você pode conferir as atrações disponíveis aqui


Uma das paradas da vista panorâmica


À esquerda, as barragens. À direita, durante o passeio de barco

Isla de San Martín – Argentina

Esse é um passeio que muito infelizmente eu não fiz. Acho que não estava rolando quando eu fui. A Isla de San Martín é uma ilha no parque Argentino que você vai de barquinho, pode tomar banho, pegar um Sol, bem como uma praia mesmo. Mais um motivo para você não deixar de visitar as cataratas argentinas e mais uma coisa legal que comprova a superioridade do parque argentino com relação ao parque brasileiro

Parque das Aves

Botei no meu roteiro que ia, mas acabei desistindo porque não era algo que eu realmente queria fazer. Se eu fizesse seria só por fazer, para mostrar que fiz. Ficar vendo vários pássaros coloridinhos, tocar em alguns deles e não sei o que pode ser legal, mas não tava afim (depois da visita ao Zoo de Luján na Argentina não tenho vontade de ir a um local ver animais de uma forma bem geral)

Mesquita Mulçumana

Eu tentei visitar, fui lá, mas algo estava rolando no interior da mesquita e não pude concluir a visita. Só pude olhar pelo lado de fora mesmo e infelizmente não tive a oportunidade de tentar visitar novamente. Sempre tive curiosidade para ver o interior de uma mesquita e pode soar estúpido, mas eu queria muuuuito colocar o hijab (o véu lá que as minas usam) e ver como é e como se sente e tal.

mesquita mulcumana foz do iguacu
Tristinha sem poder entrar… quero voltar pra Foz!

Marco das 3 fronteiras – Argentina

Visitei completamente sem querer voltando de ônibus do parque argentino. Eu fiquei tão cansada das cataratas argentinas que adormeci e perdi o ponto onde deveria descer para voltar ao Brasil. Acabei descendo no ponto final que é lá. Eu adorei. Enquanto eu tava na fase de pesquisa da viagem, li que o marco das 3 fronteiras no Brasil era desleixado, mal cuidado, não tinha nada demais e poderia ser até perigoso. Então nem me programei pra fazer. Mas o marco no lado argentino é bem legal. É numa área revitalizada, crianças brincam por ali, andam de bicicleta, é um passeio bem agradável.


Fronteira tríplice. Eu na Argentina. Ali na esquerda, o Paraguai e na direita, o Brasil

A ponte que liga o Brasil e o Paraguai é a ponte de amizade e que liga o Brasil e a Argentina é a ponte da fraternidade. Acho fofo demais, muito amor envolvido nessa América do Sul haha

Nessa viagem a Foz do Iguaçu eu passei o maior perrengue da vida que já passei em viagem, no próximo post eu conto. Será que tô esquecendo de alguma coisa? Bom gente, como já falei para vocês aqui, fiquei lá 4 dias e 3 noites. Mas a viagem mínima ideal que eu considero ideal teria talvez uns 4 ou 5 dias completo.

Pra não deixar vocês com gostinho de quero mais vou deixá-los com o vídeo a seguir com uma coletânea de vídeos que fiz lá. Beijos até a próxima minha gente!

Veja também

Foz do Iguaçu: uma introdução Foz do Iguaçu é um excelente destino para quem quer conhecer 3 países (Brasil, Argentina e Paraguai) numa viagem só sem falir. É a combinação perfeita...