Roteiro de 1 dia em Milão – O que fazer

Estive em Milão por apenas um dia porque lá foi a cidade onde cheguei. Não vi muita coisa, porque além de só ter um dia, estava muito cansada do vôo que foi diurno e não havia dormido nadinha.

Como disse a vocês, de Milão só fiz o básico do básico. O dia começa com a Catedral de Milão, que é tida como uma das mais belas do mundo. A arquitetura gótica impressiona até mesmo uma leiga como eu. Extremamente rica em detalhes, repare na estátua de Nossa Senhora banhada a ouro e nas mais de 100 estátuas que compõem a catedral. Há incluso no ingresso também o acesso ao museu da Catedral que conta com diversas réplicas, interessantes porque pelo tamanho da Catedral é bem difícil ver bem. A vista noturna da Catedral também é linda, vale a pena voltar se estiver hospedado por perto.

Catedral
Beleza impossível de capturar através de foto

Na praça da Catedral, note a estátua do monumento a Vittorio Emanuele. Existem dezenas de monumentos em homenagem a ele, responsável pela unificação italiana, espalhados pelo país. Em todas as cidades que fiquei, tinha. Praticamente ao lado tem a famosa Galleria Vittorio Emanuele II que é bem cara pro nosso bolso, mas vale a pena dar uma voltinha despretenciosa.

Próximo, para quem gosta de arte contemporânea tem o Museo del Novecento. Tem também o Palazzo Reale. Um pouco mais afastada, com obras de Leonardo da Vinci, há a Pinacoteca Ambrosiana. Para os fãs de concerto, existe La Scala Opera, que não parece tão legal para visitar quanto para participar de algum espetáculo.

Castello Sforzesco

Segui em caminhada para o Castello Sforzesco, onde se encontra a última escultura (antes de falecer), inacabada, de Michelangelo,  a Pietà Rondanini. Se você vir as outras Pietàs e deixar essa por último, vai ficar chocado com a diferença.

Pietà Rondanini

Pietà Rondanini

Esta é uma região com atrações interessantes, visite ou não de acordo com os interesses. Próximo, para os amantes de design tem La Triennale di Milano e o Studio Museo Achille Castiglioni. Para os que querem uma vista aérea da cidade, incluindo os Alpes, suba a Torre Branca. Se estiver com crianças talvez se interesse pelo pequenino Acquario civico. Não fiz nada disso, não havia tempo. Vamos voltar para as coisas que de fato fiz.

Saindo do Castelo, atravessando o belo Parque Sempione, paramos para observar o neoclássico Arco della Pace, que é um arco triunfal encomendado por Napoleão quando invadiu a Itália.  Porém só fui concluído após Napoleão e por isso recebeu o nome de arco da paz, para celebrar a paz temporária na Europa.

arco da paz

Você sabia que a famosa pintura da Última Ceia de Da Vinci se encontra em Milão? Pois é. Com a reserva disputadíssima, ela se localiza na Igreja de Santa Maria delle Grazie. Não consegui vê-la. Infelizmente essa obra está se deteriorando muito depressa, Leonardo quis inovar na técnica do afresco e não deu muito certo.




Veja também

Roteiro de Pit Stop em Verona – o que fazer No caminho de Milão para Veneza é possível desembarcar do trem, deixar as bagagens na estação e ir conhecer a cidade de Verona. Mas o que há para ver ...
O que fazer em Veneza – Roteiro de 3 dias Veneza foi a cidade que eu mais gostei de ter conhecido em toda essa viagem. É mesmo uma cidade muito especial. Eu estava previamente ciente qu...
Turismo Itália e Verão – é tão ruim quanto d... Eu estava com a passagem comprada quando comecei a ler relatos de viagem pra Itália no Verão. Eu só não desisti de ir porque a passagem não era reembo...